28 setembro 2016

Pernas de frango com vinho tinto e tomilho no tacho

Tenho feito muitos pratos de tacho, refeições feitas para sobrar e outras tantas decididas na hora com meia dúzia de legumes e uns pozinhos de tempero. Este é um mês de poupanças para mim a todos os níveis. Poupar dinheiro com refeições económicas e feitas em mais quantidade, para também poupar tempo para as minhas coisas. Não seja por isso que os pratos tenham de ser deslavados e sem brilho, pois quando se cozinha com amor e dedicação, até o prato mais pateticamente simples se pode tornar aprumado. São pequenos toques e pormenores insignificantes que transformam o mais banal em algo belo. Como eu costumo dizer, eu até vejo beleza nas pedras da calçada (embora seja um horror andar de saltos altos nela). E pronto umas pernas de frango a marinar, que depois se levam ao tacho e fazem-se praticamente sozinhas. Acompanham um puré de batata e mima-se o prato com mais tomilho fresco saído da minha "horta", que à terceira foi de vez e floresceu alegremente na minha varanda, sem pragas de mosquitos e afins. Vale a pena insistir quando queremos muito algo que achamos inatingível, e pensamos logo que o melhor é desistir.


23 setembro 2016

Doce de figos com moscatel

É efetivamente especial colhermos a fruta da árvore, e é por isso que lá por casa adoramos estas coisas. Este ano houve muitos figos, que se distribuíram pela família e outros que acabaram em doce. Doce de figos com moscatel, parecia-me uma boa combinação. Deu para tantos frascos e frasquinhos (na fotografia não estão todos) que lá tive de distribuir outra vez pela família. Já há pelo blogue um doce de figos, mas como é possível fazer tantas outras combinações deixo mais uma para vos inspirar.

22 setembro 2016

Lumaconis com carne picada de peru e frango

Alterei toda a minha rotina de fim-de-semana e ando nas nuvens com estas mudanças. Por um lado dedico menos tempo à cozinha, mas por outro pus-me em primeiro lugar na lista e dedico mais tempo a mim, que no fundo também mereço. Sábado comecei o yoga e domingo tenho a hidroginástica como habitualmente, o que implica não ir a correr fazer as compras nas manhãs de fim-de-semana ou as tarefas da casa. Estou calma e tranquila, e acabo por conseguir fazer tudo na mesma. Casa arrumada, roupa lavada, refeições na mesa. É tudo uma questão de prioridades, e neste momento eu sou a prioridade. Que me perdoem o egoísmo, mas há alturas na vida que temos de nos pôr no início da lista e não no fim. 
Era impensável para mim não rechear esta massa uma a uma. É verdade, assim ditava a minha mesquinhez e perfeccionismo, mas depois de uma aula de yoga que me deixou a levitar, ele há coisas que deixam de ter importância, tais como rechear a massa uma a uma. O efeito foi o mesmo (colocar a carne por cima da massa) e posso afirmar que ficou um prato muito bom. Além de bom, rendeu, rendeu, rendeu. Sim, rendeu para 3 refeições, acompanhadas de salada e uma sopa leve, o que se pode concluir que me sobrou mais tempo ainda. Tempo para cuidar de mim. Se é bom? Oh se é!

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...