07 outubro 2016

Rancho

Os entendidos em nutrição devem achar esta "sopa" um horror. Misturar batatas, massa e grão, parece não soar nada bem. Para mim será sempre a minha sopa preferida. Estas sopas de "entulho" como lhe chamam os meus pais. Aliás eu pensava quando era miúda que estas sopas tinham sido inventadas pela minha mãe, mas não, há um país inteiro a comê-la e a fazer a sua própria versão. Cá por casa faz-se com o que há no frigorífico. Se não há entrecosto põe-se entremeada, se não há carne de vaca põe-se frango, se não há batatas põe-se nabo, se não há cenoura põe-se abóbora,etc. O que interessa mesmo é ir enchendo a panela gigante com coisas boas. Bom fim-de-semana, aproveitem a vida!

Ingredientes:
- 400g de carne de novilho para estufar cortada aos cubos
- 600g de entrecosto carnudo cortado aos pedaços
- 1/2 chouriço de carne (usei do Fundão)
- 1 colher de chá de pimentão doce (opcional)
- sal grosso q.b.
- pimenta moída q.b. (usei moinho 5 pimentas)
- 1 cebola inteira (sem a casca) com 2 cravinhos espetados
- 3 cenouras médias cortadas às rodelas não muito finas
- 2 batatas médias cortadas aos cubos
- 6 folhas grandes de couve lombarda cortadas aos pedaços
- 150g de massa cotovelos
- 250g de grão cozido
- 1 molho de coentros frescos picados

Preparação:
Colocar as carnes e o chouriço na panela de pressão. Temperar com sal, pimenta e o pimentão doce (que lhe dá uma cor extra, pois só usei metade do chouriço). Encher com água até ficarem submersas. Fechar bem a panela de pressão e deixar em lume médio/alto cerca de 1 hora. Quando levantar fervura baixar um pouco o lume. Findo o tempo, desligar o lume, deixar sair toda a pressão e abrir cuidadosamente a panela.  Retirar as carnes, o chouriço que depois corta-se às rodelas e reservar. Descartar a cebola com os cravinhos.
Voltar a levar a panela ao lume (deixa vez sem fechar a tampa) com todo o caldo (se necessário acrescentar mais um pouco de água). Adicionar as cenouras, de seguida as batatas e quando levantar fervura acrescentar a couve. Uns minutos depois adicionar a massa. Deixar a fervilhar até os legumes e a massa estarem cozidos. Apagar o lume, juntar as carnes, o chouriço, o grão e os coentros. Retificar o tempero se necessário. Servir quente. Bom apetite!

6 comentários:

  1. Eu também gosto muito do sopas de entulho! Já o meu marido detesta! Um dia não são dias por isso de vez em quando comer uma sopa destas não tem mal nenhum! E é compreensível o facto de levar tanto hidrato porque estas receitas são já antigas e antigamente era preciso encontrar formas económicas de elaborar refeições reconfortantes, que alimentassem um batalhão e que dessem a energia suficiente para trabalhar arduamente nos campos. Por isso os entendidos em nutrição nem têm direito a ter opinião nesta matéria!! E com o frio que está hoje garanto que uma sopa destas é o que de melhor se podia comer! beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por isso que tenho muita energia então ehehehe. É de me empaturrar com estas sopa :) beijocas

      Eliminar
  2. Hoje saiu lá no blog uma receita tua e da qual gostei muito! beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaste! Ficaram lindos. bjs

      Eliminar
  3. Adoro sopas de entulho... cada vez que vou ao alentejo a casa das minhas tias tiro a barriga da miséria... adoro!!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. que maravilha se forem comidas no alentejo. adoro o alentejo! bjs e bom fim-de-semana.

      Eliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...